Durante minha campanha para a prefeitura da cidade de São Paulo, pessoas imbuídas de má fé e comprovadamente ligadas a outras siglas, inventaram 31 motivos para não votar em mim. Porém para cada um destes motivos infundados, tenho respostas baseadas em fatos e provas. Confira:

Não opero nenhuma rádio ilegal. A concessão está autorizada pelo Ministério das Comunicações. Tudo o que tenho, inclusive a participação nessa empresa, está declarado no meu Imposto de Renda.

 

 

Resposta à afirmação enganosa a seguir:

28) Você sabia que Russomanno operava uma rádio sem autorização, e que a Rádio funciona em Leme no interior de São Paulo, mas a concessão pertencia a uma empresa do Pará? Apesar de não possuir concessão do Ministério das Comunicações para exercer a radiodifusão, o pré-candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, operou ao menos desde 2011 uma rádio no interior do Estado. O candidato declarou à Justiça Eleitoral ser dono de empresa de rádio em Leme (SP), em sociedade com familiares. A Constituição Federal proíbe a prática recorrente de políticos controlando emissoras de Rádio e Tevê. Talvez por isso a concessão estava em nome de uma empresa terceira

 

Foto: Douglas Gomes