Durante minha campanha para a prefeitura da cidade de São Paulo, pessoas imbuídas de má fé e comprovadamente ligadas a outras siglas, inventaram 31 motivos para não votar em mim. Porém para cada um destes motivos infundados, tenho respostas baseadas em fatos e provas. Confira:

Fui ao exterior em viagem oficial representando o Brasil. Não fiz nada de ilegal. Tanto é verdade que não existe processo contra mim. Sou um dos parlamentares que menos gasta verba de gabinete. Inclusive já viajei várias vezes de carro a Brasília para economizar. É só conferir! Já devolvi mais de 1 milhão de reais economizados de verba de gabinete aos cofres públicos.

 

 

Resposta à afirmação enganosa a seguir:

26) Você sabia que a família de Russomanno já viajou pelo mundo com passagens pagas com dinheiro público, com o seu dinheiro? Russomanno foi ativo participante do escândalo das passagens da Câmara. O candidato usou a cota parlamentar, de uso exclusivo do dono do cargo, para fornecer passagens aéreas enquanto deputado federal para levar a filha pra NovaYork e a mulher a Montevidéu. De acordo com relatório de passagens emitidas para o gabinete do ex deputado, entre 2008 e 2009, foram emitidos oito bilhetes de sua cota para familiares ou terceiros. Russomanno achou normal e alegou não haver ilegalidade nem imoralidade em pagar pelas férias da família com dinheiro público.

 

Foto: Douglas Gomes