Durante minha campanha para a prefeitura da cidade de São Paulo, pessoas imbuídas de má fé e comprovadamente ligadas a outras siglas, inventaram 31 motivos para não votar em mim. Porém para cada um destes motivos infundados, tenho respostas baseadas em fatos e provas. Confira:

Nunca me apresentei como advogado. Sou formado em direito e especialista em direito do consumidor. Não fiz o exame da Ordem porque não quis. Atuo como jornalista, pois é o que eu gosto de fazer. Presto um serviço público de conciliação como jornalista e contribuo com a Justiça. Preencho todos os requisitos para me inscrever como advogado, pois atendi às exigências do estágio. Estou no quinto mandato de Deputado Federal fazendo leis, muitas já em vigor no Brasil e no exterior, como, por exemplo, o Código Latino Americano de Defesa do Consumidor e do Usuário.

 

 

Resposta à afirmação enganosa a seguir:

10) Você sabia que apesar de se apresentar como “advogado” Russomanno nunca passou no exame da Ordem dos Advogados do Brasil? O candidato é bacharel em direito pelas Faculdades Integradas de Guarulhos, mas não é advogado, uma vez que ele não passou no exame da Ordem para obter o registro que autoriza o exercício da profissão. Segundo a OAB, Russomanno está infringindo as normas da Lei 8.906/94, e o exercício ilegal da profissão é crime tipificado no Código Penal.

 

Foto: Douglas Gomes